Arduino 2.0 controlando muita potência com Transistor IGBT 30a por 1600v

6 Просмотры
Размещено
Queridos alunos, hoje eu trago um assunto muito importante que é controle de potência utilizando o Arduino 2.0 juntamente com o transistor IGBT a importância desse tema é bastante grande porque muitos inversores de motores trifásicos funcionam usando esse tipo de transistor.
Ultimamente eu tenho usado muito o novo Arduino 2.0 e tenho ntambém usado a biblioteca de funções criada pela própria Espressif para o ESP32 Arduino 2.0 . Embora eu esteja testando, já considero muito boa para uso em produção pois não esta mais em versão BETA ( a lib Arduino 2.0 da Espressif ) não confunda com Arduino IDE 2.0. Outro ponto importante desse vídeo é o uso do ESP32-C3 RISC-V que é uma arquitetura de microcontrolador de hardware aberto e que tem se demonstrado muito eficiente para baixo consumo de energia, em alguns casos as empresas têm utilizado essa arquitetura de microcontrolador para microprocessadores de alta potência de processamento bem como aplicações em inteligência artificial. Eu percebi que é a Espressif tem utilizado essa arquitetura para baixo consumo de energia e portanto aplicações onde o baixo consumo é primordial para o uso com baterias.
Escondido no meio de tantos assuntos interessantes se encontra um conceito muito importante que é o uso do PWM converter dados digitais em informação analógica DAC. Não é um conceito amplamente conhecido pelo público que não é da área de eletrônica, pois usa um filtro passa baixa para gerar um valor DC. De qualquer forma mostro a equação do filtro, mas não se preocupe se você não entende bem esse conceito pois vou usá-lo em outros exemplos e assim detalhar melhor. Poderíamos usar também o chip MCP4725 que é um conversor DAC de 12 bits, cuja resolução é suficientemente boa a maioria das aplicações DAC. Futuramente vou usar este circuito para gerar formas de onda e investigar curvas de tensão e corrente de componentes como transistores, diodos e demais componentes de forma automática.
Ainda nesse vídeo mais um conceito muito importante que é o disparo do transistor IGBT H30R1602 Que necessita de uma atenção demais de 5 volts e aqui fazemos uso de um amplificador operacional LM358 alimentado com 12 volts e portanto funcionando como uma espécie de driver de acionamento.

O transistor e IGBT Pode ser considerado um componente híbrido, uma fusão entre um transistor MOSFET e Transistor Bipolar. Embora nesse vídeo eu tenha usado o amplificador operacional é muito importante você saber que existem drivers específicos para acionamento de IGBTs
É possível que no futuro próximo eu venha a montar um inversor trifásico com IGBT para mover um motor de portão de garagem, ou mesmo para inversores DC/AC como de nobreaks.

No link da Infineon : https://www.infineon.com/cms/en/product/power/gate-driver-ics/gate-driver-ics-for-igbts/ você pode conferir as vantagens de se usar um CI Driver para acionamento de IGBT entre elas :
1) detecção de dessaturação (DESAT),
2) Clamp Miller ativo
3) Clamp de curto-circuito
4) proteção contra sobrecarga de corrente
5) bloqueio de subtensão (UVLO)
6) controle de taxa de variação (SRC)
7) desligamento de dois níveis
8) desligamento suave e isolamento galvânico.

Esses recursos de proteção são muito importantes ao acionar IGBTs, especialmente para aplicações que precisam de alta confiabilidade, como inversor solar, carregamento de EV, armazenamento de energia, UPS, eletrodomésticos, drives industriais.
Nesse vídeo fica evidente a importância de o aluno possuir um osciloscópio, equipamento este que tem seu custo sendo reduzido ano a ano, vou deixar aqui links com 3 equipamentos que eu mesmo uso, portátil eu outro de bancada.
Osciloscópio de Bancada: https://www.banggood.com/custlink/KmKRVDrlkw
Osciloscópio Portátil Hantek 2D72: https://www.banggood.com/custlink/mvDdgNHLAd
Osciloscópio Portátil OWON : https://www.banggood.com/custlink/m33Egb5Onl
O Código fonte é a prova de que o C/C++ do Arduino esconde e encapsula completamente a abstração das instruções assembler do RISC-V de forma que a gigantesca biblioteca de objetos e funções do Arduino e da Espressif bem como do IDF nativo são completamente transparentes com as outras arquiteturas como ARM e Tensilica. Essa é a incrível vantagem de se programar com Framework Arduino que eu resumiria em duas palavras: Portabilidade com velocidade !
Категория
Ардуино
Комментариев нет.